Professora de SP é a primeira mulher brasileira finalista do “Nobel da Educação”

22 de dezembro de 2018
Foi divulgada nesta semana a lista com os 50 nomes finalistas da edição 2019 do Global Teacher Prize, considerado o “Nobel da Educação”, e nela constam dois professores de escolas públicas brasileiras.

Reconhecidamente a maior premiação em Educação no mundo, o Global Teacher Prize indicou Jayse Antonio da Ferreira, da EREM Frei Orlando (PE), e Débora Garofalo, da EMEF Almirante Ary Parreiras (SP), a primeira mulher brasileira finalista na premiação. 

O vencedor do prêmio recebe US$ 1 milhão, pago em parcelas sob a condição de que o professor permaneça dando aulas pelos cinco anos seguintes à premiação. 

São indicados ao Global Teacher Prize profissionais da educação, como professores e gestores, que cumpram carga horária mínima de 10 horas semanais, trabalhando com estudantes entre os cinco e os 18 anos de idade. A premiação existe desde 2014.

Em 2018 e 2017, professores brasileiros estiveram entre os dez finalistas do prêmio. A vencedora da edição 2018 do Global Teacher Prize foi a professora Andria Zafirakou, do Reino Unido, que leciona artes na Alperton Community School, no norte de Londres.

Zafirakou trabalha majoritariamente em zonas de violência com crianças e jovens carentes em zonas de violência. Para se comunicar com elas, a professora aprendeu frases e expressões em 35 línguas diferentes.
COPYRIGHT 2018 - SD Student Travel
DESIGN BY Aldabra criação de website